Beco do Batman: O paraíso para os amantes de arte de rua

Sinônimo de cultura e de obras de arte encantadoras, o Beco do Batman é o lugar mais conhecido de São Paulo quando o assunto é grafite.

Escondido entre as ruas da Vila Madalena, mais especificamente nas ruas Medeiros de Albuquerque e Gonçalo Afonso, esse é o verdadeiro paraíso para os amantes de arte de rua.

Se você for uma dessas pessoas ou se simplesmente gostar de estar em contato com diferentes tipos de culturas, simplesmente não pode deixar de conhecer esse local quando for até São Paulo, seja para curtir uma semana ou para aproveitar apenas um final de semana.

Afinal de contas, não é preciso mais do que um dia para aproveitar tudo o que o Beco do Batman oferece há mais de 30 anos para os turistas.

Uma grande referência para o grafite paulistano, existem boatos que, ainda nos anos 80, um desenho do Batman surgiu da noite para o dia em uma das paredes do local, que desde então ganhou esse nome pelo qual é conhecido.

A partir desse momento, o beco se tornou uma grande tela para os artistas de arte urbana de São Paulo e é muito visitado por turistas que estão passando uns dias pela cidade.

Quem vai até lá nem imagina que antes o lugar era abandonado.

Para conhecer um pouco mais sobre o Beco do Batman, saber onde ele fica, o que fazer por lá e quando visitar o local é só acompanhar este conteúdo completo até o final.

Tenha uma ótima leitura.

Onde fica o Beco do Batman?

Para começar, como já mencionado antes, o Beco do Batman está localizado entre as ruas Gonçalo Afonso e Medeiros de Albuquerque, ambas situadas na Vila Madalena, um bairro da zona oeste de São Paulo.

Vale ressaltar que até um tempo atrás era possível acessar o Beco do Batman de carro.

Entretanto, isso era algo bastante ruim, já que não dava para ver direito as artes do local e era preciso estar sempre atento a todo o momento.

Pensando nisso, a boa notícia é que a prefeitura decidiu interromper a circulação de carros pelo local, permitindo somente o trânsito de pessoas sem preocupações.

Apesar disso, para chegar até o beco não é nada difícil. Basta ir até uma das duas entradas e depois curtir o passeio a pé, observando todos os grafites.

A grande diferença é que se estiver de carro será necessário estacionar na região – uma dica nesse sentido é optar por algum dos estacionamentos da Rua Harmonia.

História do Beco do Batman

Agora que você já sabe onde fica o Beco do Batman, nada melhor do que conhecer um pouco mais da história do local, não é mesmo?

Nesse sentido, é importante deixar claro novamente que, de acordo com algumas lendas, o nome “Beco do Batman” foi dado por causa de um desenho desse personagem tão famoso que apareceu na região ainda nos anos 80.

Foi por conta dele, inclusive, que os amantes da arte de rua começaram a pintar os muros do beco.

Ou seja, se não fosse pelo desenho do Batman talvez esse lugar tão famoso hoje em dia não existisse.

Por muito tempo esse desenho serviu como ponto de referência e ganhou fama ao ser reinterpretado por vários artistas.

Infelizmente, hoje não é mais possível ver essa pintura original que deu origem à grande fama do beco, já que os grafites são cobertos frequentemente por novos.

Aliás, isso é o que atrai cada vez mais turistas ao local, considerando que cada visita é praticamente uma experiência única.

O que fazer no Beco do Batman?

Bom, como já deu para notar até aqui, a principal coisa para se fazer no Beco do Batman é apreciar diversas artes de rua feitas pelos mais diferentes artistas.

Para quem gosta de cultura e de tirar belíssimas fotos, esse é um passeio realmente muito interessante.

A quantidade de grafites e as diversas possibilidades de ângulos, fazem todas as fotos ficarem incríveis.

Vale mesmo a pena tirar um dia da sua viagem para São Paulo e curtir esse local encantador, tão conhecido por ser um dos espaços mais democráticos para a arte de rua na capital paulista.

A importância do grafite fica estampada em cada muro do Beco do Batman, seja através das mãos de novos artistas ou de outros já renomados que passaram também por lá.

Todavia, é válido mencionar que os desenhos não se restringem apenas a esse beco.

Na verdade, eles estão espalhados por toda a região.

Por isso, fique atento a todos os muros e não deixe de olhar também os nomes de quem fez cada obra, afinal lá pode estar nascendo um grande nome da arte brasileira.

Além do Beco do Batman, outro ponto da região que vale uma visita é a escadaria do Patápio, que fica bem próxima ao local, mais especificamente na rua Medeiros de Albuquerque, número 25.

Lá existe uma obra encantadora do Kobra, um artista que já é bastante renomado.

Bem perto da escadaria está também a Galeria Choque Cultural, ou seja, existem muitas coisas para conhecer e admirar.

Quem ama cultura realmente se surpreende nesse pequeno pedaço de São Paulo.

Quando ir?

No momento de decidir quando você visitará o Beco do Batman, é preciso levar algumas coisas em consideração.

Uma delas é que o local fica repleto de visitantes e artistas durante os finais de semana, feriados e em épocas de temporada, como Natal, Ano Novo, carnaval e férias escolares, por exemplo.

Nesses períodos, inclusive, é bastante comum se deparar com vários gringos passeando pelo lugar.

Sendo assim, isso é um dos principais fatores a serem considerados.

Quer sossego?

Então opte por conhecer o Beco do Batman durante a semana e em meses como março, abril, maio e junho, ou de agosto a novembro.

Apenas não se esqueça de que em dias de maiores movimentos as chances de encontrar muitas filas para conseguir fotografar as obras de arte são grandes, certo?

De qualquer forma, caso não consiga visitar o lugar durante a semana o recomendável é chegar cedo, visto que o beco geralmente fica mais movimentado ao entardecer.

Ficou ainda mais interessado em conhecer o Beco do Batman?

Então planeje a sua viagem o quanto antes e curta cada momento do passeio sem pressa.